"Pânico" (2022)



O filme acompanha Sam Carpenter (Melissa Barrera), uma jovem que precisa retornar para sua cidade natal para investigar uma série de assassinatos violentos. O desenrolar dessa história todos nós já conhecemos.


Vinte e seis anos após o filme original e onze após o último título lançado, "Pânico" já nasceu com uma responsabilidade imensa nas costas: respeitar a franquia, os fãs e, principalmente, Wes Craven - que nos deixou em 2015. No fim das contas, este novo título consegue cumprir TODOS esses requisitos. O filme referencia, homenageia, desconstrói e respeita o legado da franquia em diversos aspectos. Desde o texto até personagens, locações, cameos e enquadramentos. "Pânico" é puro amor ao cinema!


A dupla responsável pela direção consegue refrescar a franquia de uma forma única. É muito tesão envolvido por todo esse universo. Wes Craven se orgulharia do resultado final.


O novo elenco foi bem escolhido. Barrera consegue segurar o protagonismo, sem repetir a ótima fórmula que Neve Campbell entregou por anos. Destaque para a personagem de Jasmin Savoy Brown, responsável por grande parte da metalinguagem do texto. O trio Campbell/Cox/Arquette são o porto seguro do filme. Os três possuem uma força muito grande em tela e vê-los novamente é um prazer. Sidney Prescott é uma das personagens mais memoráveis da história do cinema.


Ghostface está mais implacável, cruel e irônico do que nunca. Lembre-se: ninguém está a salvo e todos são suspeitos!


🎥 Por que assistir? "Pânico" é divertido, inteligente e feito com muito amor. O filme consegue ser tudo o que se propõe: um novo capítulo, mas também um recomeço para a franquia. Se possível, vá assistir com aquela pessoa que também é fã. Sem sombra de dúvidas, "Pânico" foi feito por fãs para os fãs.


🎞 Parte Favorita: Ato 3!


👑 Melhor Performance: Jasmin Savoy Brown


🎭 Melhor Personagem: Sam Carpenter



Já assistiu ao filme? Comenta aqui embaixo o que achou! 🍿

3 visualizações0 comentário